Distúrbios de sono
7

Terror do Sono

O terror do sono, ou terror noturno, é um distúrbio caracterizado por um despertar súbito de sono de ondas lentas, com um grito ou choro, acompanhado por manifestações de medo intenso ou até mesmo agressividade. Pode ocasionar, ainda, respiração anormal e palpitações aceleradas, bem como sudorese e confusão mental. 

Os episódios ocorrem, geralmente, durante o primeiro terço da noite e há amnésia total ou parcial após o acontecimento. 

Pesadelos

São sonhos assustadores que usualmente interrompem o sono subitamente por um medo intenso, ansiedade e sentimentos de perigo iminente. A pessoa tem lembrança imediata do contexto assustador do sonho e está completamente alerta logo após o despertar, com pouca confusão ou desorientação.

O retorno ao sono, após o episódio, é retardado e não rápido como no terror no sono. Os pesadelos acontecem mais durante a segunda metade do período de sono. O sonho em geral é longo e o medo crescente. A longa narrativa permite diferenciar facilmente pesadelos de terror no sono.

Tratamento

O tratamento pode ser feito de diferentes formas, desde auxílio psicológico até o uso de medicamentos específicos com orientação médica, que conjuntamente apresentam boa eficácia. Em casos que oferecem riscos contra a integridade da pessoa, pode ser indicado o uso de alguns medicamentos, como os benzodiazepínicos antes do sono.

Se os episódios de terror noturno forem ocasionados por outras condições, como apneia do sono, refluxo ou estresse, o tratamento dependerá daquilo que está ocasionando ou colaborando com o problema.

Por ser bastante comum em crianças, deve-se incentivar a regularidade e os horários de dormir/despertar, evitando privação de sono. Quanto maior a regularidade dos horários de dormir menor a frequência deste e outros distúrbios do sono.

Em todos os casos, portanto, é imprescindível a consulta para o acompanhamento de um especialista.